Tarifa dos ônibus

Oposição na Câmara Municipal pede auditoria no transporte coletivo de Porto Alegre

Vereadores entregaram solicitação no Ministério Público de Contas

Por: Zero Hora
14/02/2017 - 22h00min | Atualizada em 14/02/2017 - 22h00min
Oposição na Câmara Municipal pede auditoria no transporte coletivo de Porto Alegre Paola Rodrigues/Divulgação
Alex Fraga, Fernanda Melchionna e Sofia Cavedon estiveram com o procurador-geral do MP de Contas, Geraldo da Camino  Foto: Paola Rodrigues / Divulgação  

Líder da oposição na Câmara Municipal de Porto Alegre, a vereadora Fernanda Melchionna (PSOL) entregou nesta terça-feira ao procurador-geral do Ministério Público de Contas, Geraldo da Camino, um pedido de auditoria geral do transporte público em Porto Alegre. A solicitação foi assinada por todos os parlamentares de oposição ao prefeito Nelson Marchezan.

O documento questiona cinco pontos. São eles: isenção de ISS para as empresas de ônibus, cotação do óleo diesel, não cumprimento do fundo de receitas extraordinárias, média ponderada da frota e utilização de pessoal.

Leia mais:
EPTC decide cortar viagens para equilibrar contratos com empresas de ônibus
Uso exclusivo de bilhetagem eletrônica põe futuro dos cobradores em dúvida

Em 2013, o MP de Contas solicitou uma inspeção — que foi aberta pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) — sugerindo fragilidades e inconsistências em fatores que incidem na tarifa. No ano seguinte, a prefeitura revisou a planilha de cálculo.

— A partir das lutas da juventude, da auditoria e de uma ação jurídica e política do PSOL, a tarifa foi reduzida — diz a vereadora, referindo-se à decisão judicial que derrubou o reajuste da passagem em 2013, que retornou a R$ 2,85 na época.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.