Educação

Segundo dia do vestibular da UFRGS tem taxa de 17,73% de abstenção

Número equivale a 5.933 candidatos 

10/01/2017 - 10h17min | Atualizada em 10/01/2017 - 10h30min
Segundo dia do vestibular da UFRGS tem taxa de 17,73% de abstenção Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
Nesta terça-feira, penúltimo dia, os candidatos fazem as provas de química, biologia e geografia Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS  

A abstenção do segundo dia de vestibular da UFRGS, conforme divulgado pela instituição, foi de 17,73%, o que equivale a 5.933 candidatos. A porcentagem é menor que a do ano anterior, quando a taxa de abstenção foi de 21,13%. No primeiro dia de provas deste ano, a taxa foi de 16,47%. O número inicial de inscritos era de 33.459.

Leia mais:
Tema da redação do vestibular da UFRGS é "o que é ter um estilo"
UFRGS divulga gabarito da prova de Língua Portuguesa
UFRGS divulga gabarito do primeiro dia de vestibular

A maratona de provas está quase no fim. Nesta terça-feira, penúltimo dia, os candidatos fazem as provas de química, biologia e geografia. São destinadas 25 questões para cada disciplina. O gabarito oficial será divulgado hoje às 17h.

A movimentação em frente a Escola Técnica Estadual Parobé, no bairro Cidade Baixa, na Capital, nesta manhã era tranquila. A chuva deu uma trégua um pouco antes do horário de abertura dos portões, às 8h. As provas começaram às 8h30min.

Estudante da Fronteira Oeste aposta no vestibular para entrar na universidade  Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Frederico Pereira Castilho, de 21 anos, de Santana do Livramento, na Fronteira Oeste, é um dos estudantes que aposta no vestibular para entrar na universidade. Ele fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mas nos últimos dois anos tem se preparado especificamente para as provas da UFRGS. O estudante quer cursar Odontologia. 

A explicação para a queda brusca no número de inscritos deste ano — são 4.965 a menos neste ano, em relação a 2016 — pode estar no fato de que muitos estudantes têm preferido disputar mais vagas em nível nacional, usando a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

— Fiz o Enem por ser necessário. A UFRGS é referência no Estado. Eu tenho mais chances de passar pelo vestibular, me preparei para o conteúdo que cai aqui — afirma. 

Antes de entrar no prédio, a estudante Katryn Mayer, de 17 anos, revisava o conteúdo ao lado da irmã, sob o abrigo de um guarda-chuva. Ela quer cursar Química, por isso, tem altas expectativas para a prova de hoje.

— Hoje tem a prova de química, com peso três. Eu quero tirar acima da média — afirma. 

Leia mais notícias sobre educação



 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.